fbpx
como medir resultados

Como medir resultados na prestação de serviços educacionais?

17/06/2020 Por Marketing Activesoft

É importante medir os resultados na prestação de serviços educacionais para saber se sua instituição está no caminho certo. Então, se o seu desejo é manter e elevar ainda mais a qualidade do ensino, assim como assegurar sua competitividade perante o mercado, jamais ignore o uso de bons indicadores de gestão escolar no seu dia a dia.

A utilização desses indicadores como apoio à tomada de decisão é essencial para que as instituições de ensino consigam mensurar seu desempenho no ensino, desenvolver novos serviços, estabelecer padrões de qualidade esperados, comparar resultados e, claro, medir o grau de satisfação da comunidade escolar ― professores, alunos, famílias, funcionários e todos os que estiverem envolvidos no projeto educacional.

Mas, afinal de contas, quais ferramentas são úteis e necessárias para mensurar os resultados da prestação de serviços educacionais? Continue acompanhando: vamos falar sobre elas agora mesmo! Boa leitura!

Grau de satisfação dos responsáveis e do aluno

As pesquisas de satisfação feitas com os pais ou responsáveis e os alunos são indicadores cruciais para conseguir dados qualitativos. Ao acompanhar as notas e os comentários dados pelas pessoas da comunidade, você vai ser capaz de entender como os serviços educacionais estão sendo vistos por elas. A partir disso, é possível analisar se há medidas que estão sendo eficientes ou precisam ser melhoradas ou mudadas.

Com o NPS (Nota Média de Indicação) para escolas, fica bem fácil medir a satisfação do público. A métrica ajuda a entender se a instituição de ensino está caminhando para entregar o serviço educacional de qualidade ou tem que aprimorar alguns aspectos durante o caminho. Ou seja, trata-se de uma ferramenta extremamente útil para compreender se as medidas tomadas por você apresentaram resultado positivo e se estão alinhadas às expectativas de toda a comunidade escolar.

O NPS é uma metodologia que procura avaliar a satisfação a partir de uma pergunta bem básica. Adaptando o questionamento-base ao cenário de educação, a pergunta a ser feita é a seguinte:

  • em uma escala de 0 a 10, qual é a probabilidade de você indicar a nossa escola para seus amigos e familiares?

A métrica é bastante simples e facilita o processo tanto para aquele que responde as perguntas como para quem avalia os resultados. Sem contar que o NPS pode ser utilizado em diferentes contextos, podendo ser direcionado para cada persona da instituição de ensino.

Enfim, trata-se de um indicador que traz tanto os resultados quantitativos (referentes às notas de 0 a 10) quanto os qualitativos (com base em perguntas específicas a fim de compreender o que precisa ser mudado).

Porcentagem de inadimplência

Esse é, sem dúvidas, o indicador que mais preocupa. Afinal, ele pode influenciar em cortes ou investimentos. Ele analisa somente a inadimplência acumulada ou apenas o número de não correspondentes à realidade. Portanto, o melhor a se fazer é observar o quanto isso representa no faturamento do mês da instituição e criar estratégias que possam manter a falta de pagamento sob total controle.

Faça o download deste post inserindo seu e-mail abaixo

Não se preocupe, não fazemos spam.
Powered by Rock Convert

Taxa de novas matrículas

A quantidade de alunos matriculados influencia muito no planejamento orçamentário da instituição. É necessário acompanhar a quantidade de novos estudantes que são inscritos todos os anos, para notar se acontece uma queda ou uma elevação.

Além da quantidade geral, é fundamental saber quais turmas são as mais buscadas. Assim, o gestor escolar vai poder direcionar o investimento para a campanha de matrículas, por exemplo.

10-dicas-negociacao-de-mensalidadesPowered by Rock Convert

Qualidade do ambiente escolar

Antes de ser um ambiente educacional, a instituição de ensino é um lugar para todos. Qualquer pessoa que seja participante da rotina do lugar precisa sentir-se bem e identificar os valores que são praticados ali com total facilidade.

Nesse sentido, um dos mais relevantes indicadores é o de qualidade do ambiente escolar. Com ele, a gestão escolar consegue analisar se a instituição está realmente transmitindo um ambiente agradável e saudável para todos e se existe uma prática de valores fundamentais, como:

  • respeito;
  • disciplina;
  • solidariedade;
  • amizade.

Nível da prática pedagógica

Uma escola tem que se preocupar constantemente com o nível da prática pedagógica ofertada. Portanto, esse indicador deve fazer parte da cartilha básica dos gestores. Aqui, é verificado se a proposta pedagógica aplicada pela escola está atendendo às necessidades de aprendizado dos estudantes e se contempla a inclusão de pessoas que tenham necessidades especiais.

É importante ter em mente que os equívocos na prática pedagógica podem ter consequências ruins não apenas na qualidade do ensino oferecido, mas também nos rendimentos financeiros e na credibilidade da instituição de ensino.

Condições de trabalho e formação dos profissionais

É preciso quantificar, entre outros aspectos, os colaboradores para saber se são suficientes para o bom funcionamento da instituição de ensino. Além disso, é importante ter atenção especial em relação à formação adequada e contínua dos educadores, à estabilidade e à assiduidade de toda a equipe escolar.

Cabe aqui não deixar de mensurar como tem sido a dedicação dos docentes, se estão inovando em suas aulas e fazendo a contextualização dos conteúdos, considerando o que os discentes já sabem e o que desejam e precisam aprender.

Adequação aos indicadores oficiais

Para que sua escola evite qualquer tipo de problema e se mantenha sempre em alto nível, ela precisa adequar-se aos famosos indicadores nacionais de qualidade dos órgãos competentes. Para tanto, é preciso que haja um trabalho de análises internas levando em consideração essas informações.

Alguns dos dados mais relevantes são conseguidos por meio de avaliações e de provas aplicadas por órgãos e por iniciativas, tais como:

  • Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM);
  • Exame Nacional de Desempenho de Estudantes (ENADE);
  • Sistema de Avaliação da Educação Básica (SAEB);
  • Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (IDEB);

Com todos os dados em mãos, é importante avaliar se a sua instituição de ensino está trabalhando dentro dos níveis médios estipulados.

Bom, como você pôde ver, a gestão escolar é um processo de alta competência e extremamente complexo. Por isso, é fundamental que ferramentas como os indicadores sejam aplicadas desde o início do trabalho para medir os resultados na prestação de serviços educacionais e avaliar se são satisfatórios ou se é preciso fazer mudanças. Lembre-se de que não basta que esses recursos sejam implementados na sua instituição. O uso inteligente das informações obtidas é o que realmente vai fazer a diferença no desempenho da escola!

E aí, o que achou do texto? Gostou das nossas dicas de como medir resultados na prestação de serviços educacionais e quer continuar aprendendo conosco? Então aproveite para assinar nossa newsletter e receber todas as novidades na sua caixa de entrada!

Faça o download deste post inserindo seu e-mail abaixo

Não se preocupe, não fazemos spam.
Powered by Rock Convert